O amor da sua vida desceu na outra estação

Encontrei um texto incrível em um site mais incrível ainda. Sou suspeita pra falar do site Casal sem vergonha, já que estou sempre lendo e indicando para todo mundo. Pelo nome parece um site só sobre sacanagem, mas não é bem assim, hahah. Tem dicas sobre relacionamentos, listas e textos sobre atitude.

“O amor da sua vida desceu na outra estação” me fez repensar sobre as oportunidades que perdemos diariamente por não olhar só pouquinho para os que estão ao nosso redor. Aposto que vocês vão amar também <3
O amor da sua vida desceu na outra estação
A vida não dorme em serviço. Todos os dias, sem falta, sem falha, ganhamos uma nova chance de mudar completamente o nosso futuro. O ponto da virada, a chave pra transformação de tudo o que você conhece – ou pensava que conhecia – até hoje, passa por você diariamente. São pessoas, essas chaves, esses pontos de virada. Pessoas comuns, das que a gente quase não nota, das que podem cruzar nosso caminho dez vezes no mesmo dia sem nos darmos conta. A gente tem pouco talento para observar o mundo ao redor, essa é a verdade. Nosso celular é tão mais interessante, sempre com as mesmas fotos, as mesmas mensagens, os mesmos interesses. A gente simplesmente não vê a vida trabalhando.
Mas ela, mesmo assim, se esforça, e nos dá outra chance. Essas chances vêm de todo e qualquer lugar. Quer um bom exemplo? As pessoas solitárias do metrô. Elas estão se amontoando, entrando nos horários de rush e se acotovelando para descerem antes que a porta se feche. Às vezes faço questão de fechar o livro que estou lendo, ou ignorar um pouco o Facebook matinal no celular, só para observar as pessoas. Pode parecer que não, mas todo mundo olha pra todo mundo no metrô. Só que parece um olhar de fantasma, uma visão de raio-x, que enxerga as pessoas sem ver ninguém. É assim que o povo que reclama da solidão perde a chance de conhecer alguém que pode mudar tudo dali pra frente. Se você é desses, acredite: você perdeu o amor da sua vida umas mil vezes, no mínimo.
Às vezes é um cara bonitinho que você viu entrar, que estava todo sonolento no canto e que, de tanto sono, deixou cair um cartão, as chaves, um papel, a carteira, qualquer coisa no chão. Você poderia ir lá e avisá-lo, pegar, puxar papo, olhá-lo mais de perto, dar umas risadas, fazê-lo acordar, reparar que ele tem dentes muito brancos, perceber que ele fecha os olhos de leve quando ri e descobrir que ele cursa arquitetura, que está no terceiro ano, que pretende se especializar em casas de veraneio e pousadas. Aí, talvez, quem sabe, ele pegue seu telefone, te mande uma mensagem, te chame para jantar, te roube um beijo, te conte histórias divertidas sobre a infância desvairada, faça perguntas interessantes sobre o seu trabalho, sobre os seus amigos, fale sobre viagens, peça dicas de lugares onde você já foi, te convide para sair de novo, te leve para a casa dele depois do terceiro encontro, te faça pela primeira vez na vida ter um orgasmo ficando por baixo, te peça para dormir lá, te acomode no peito dele enquanto você sonha e te peça para nunca mais ir embora. Isso é possível, sim, claro que é. Você tem que botar fé no seu taco, a vida faz o resto.
Assim como é possível você, cara sozinho que todos os dias senta no mesmo banco, vendo as mesmas vistas e dormindo nas mesmas estações, começar a reparar ao redor. Talvez a moça que está carregando os cadernos bem na sua frente queira ajuda, talvez você possa segurar as coisas dela, reparar que ela está lendo um livro que você já leu, recomendar um outro, perguntar qualquer coisa banal sobre gêneros literários, sobre pra onde ela está indo, sobre se ela não quer se sentar. O roteiro é o mesmo. Às vezes aquela menina linda que entrou é solteira, sim. Às vezes aquela ruiva altona lá na outra porta está mesmo olhando para você, para você e ninguém mais. Talvez aquela menina no banco do canto esteja querendo assistir o novo filme do Tarantino tanto quanto você. Tanto faz! As pessoas se querem, elas têm coisas que interessam aos outros e estão muito dispostas a dividir isso com alguém.
É que a gente é cagão. Sabemos reclamar muito, pedir muito, sentir muita falta, mas achamos um absurdo irmos atrás do que queremos. Vai lá falar com o cara! Vai lá falar com a menina! Eles não mordem. A gente tem que aprender a se dar mais crédito. Somos lindos, claro que somos. Mas isso já seria pedir muito, porque a gente não viu, a gente não vê, você não vê. Você não foi puxar papo com a gatinha de jaqueta elegante porque você não a viu entrar no metrô. Você não ajudou o rapaz sonolento do canto porque quando a carteira dele caiu você estava no celular e quem o ajudou foi um senhorzinho que estava ao lado. Você não retribuiu o olhar fulminante da ruiva no fundo do vagão porque você nem sequer percebeu que ela estava lá. Você, na verdade, nem sabe, mas o amor da sua vida desceu na outra estação e você seguiu viagem.
Texto por Daniel Braz, via Casalsemvergonha

Beijos, Gabriela Alegre

Inspiração: Happy New Year

Um novo ano está chegando e junto com ele vem as expectativas e esperança de um ano melhor. FELIZ ANO NOVO o/

“Jamais haverá ano novo, se continuar a copiar os erros dos anos velhos.”
Luís de Camões

Beijos, Sandy

Fotografia submersa: Elena Kalis

Essa foto da Alice debaixo d’água é bem famosinha. Eu já vi essa foto em vários lugares e nunca soube quem a fotografou. Pesquisando na internet (salve Google!) encontrei! Elena Kalis é uma fotografa Russa, que atualmente mora e trabalha em Bahamas. Ela trabalha com a fotografia submersa, usando a câmera Canon 5D Mark II com lentes de 24, 28 e 50mm e um filtro para a correção de certas cores. Elena fotografa em piscinas e no oceano. Ela diz que o mais difícil do seu trabalho é encontrar modelos que pareçam relaxadas e confortáveis na água. 

A sessão de fotos “Alice in waterland” é a minha favorita. A modelo das fotos é a filha dela de apenas 10 anos de idade. Super criativas as fotos. <3

elena_kalis_1.jpg
elena_kalis_2.jpg
elena_kalis_4.jpg
elena_kalis_3_.jpg
elena_kalis_5.jpg
elena_kalis_6.jpg

Para ver mais fotos visite o Site e o Facebook da fotógrafa.
Super quero fotos assim! Ameeei. 
Vocês curtiram? Comentem (:

Beijos, Gabriela Alegre

Inspiração: Free

Geente, estava pensando sobre próximos posts e tive uma idéia: eu iria escolher um tema, e vocês me mandariam por email as fotos de acordo com o tema que eu escolhi, selecionaria as melhores fotos e faria um post pro tag “Inspiração” com as melhores fotos. Não precisa ser fotos do tipo ensaio fotográfico da revista Capricho, mas fotos que mostrem a personalidade de vocês, como vocês gostam de fotografar. E também não vou colocar temas do tipo “montanha”, você não vai precisar ir pro topo de uma montanha pra tirar a foto, vou escolher temas simples. O que vocês acham?! Mas eu preciso de maaaais participação de vocês, não dá pra fazer um post com duas fotos. Mas isso são planos futuros!
Sobre o post de hoje, já faz um tempinho que não falo sobre inspiração, a última vez foi sobre Primavera (dá uma olhada aqui), e fiquei pensando, tem coisa mais gostosa que liberdade?! E acho lindo quando vejo fotos que demonstram isso, então fotos livres pra vocês… 

E aí meninas, o que acharam?! Comentem!
Beeijos, Sandy.

Fotografando na Primavera!

A primavera chegou, e não faz muito tempo, e ela é minha estação preferida. De acordo com o Wikipédia: A primavera:  é a estação do ano que se segue ao Inverno e precede o Verão. É tipicamente associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres. E acho que por isso é a estação mais linda pra tirar fotos incríveis. Abuse dos flores, das cores e frutas também vale também! Piquenique tem a cara da primavera, chame as amigas e vá ao parque mais próximo, mas dá pra fazer em casa também!

Tem coisa mais primaveril que a coroa de flores inspirada na Lana Del Rey!? Tem vários tutoriais na internet de como fazer!

Meninas, divirtam-se na primavera!
Beijos, Sandy

Looks VMA 2012

 (Clique na imagem para visualizála maior)
Os melhores looks da noite foram os vestidos longos. Katy, Rihanna, Miley e Pink (Miley é a da esquerda,ok? Caso o penteado esteja confundindo, rs.) foram os destaques do VMA 2012.
Katy Perry mostra que está deixando de lado o posto de “Candy Queen” usando um vestido estampado e cheio de transparências da Elie Saab. 
Riri foi com um vestido branco com recorte nas costas e um nózinho na parte da frente. Toda classy.
Miley abusou da transparência no vestido da grife Emilio Pucci. Longo, preto e ainda assim sexy.
Pink voltou com tudo! Apostando no metálico, apareceu com o penteado que já é marca registrada da cantora. Ouviu, Miley? haha
Ke$ha, Emma Watson, Taylor Swift e Demi Lovato. (Clique na imagem para visualizála maior)

Os curtinhos também tiveram seu espaço. Ke$ha impressionou com um mini nude com flores pretas que ela mesma desenhou com a ajuda do Ugo Zaldi. Emma Watson se jogou nas estampas e formas geométricas no vestido da grife Peter Pilotto. Taylor Swift com um terno de alfataria e decote em V. Demi Lovato estava toda diva no seu look pretinho nada básico. Usando jaqueta de couro para dar o toque final.
 (Clique na imagem para visualizála maior)

Como em todos os eventos, sempre tem aquelas que perdem a linha querendo causar. Nicki Minaj decepcionou.

 (Clique na imagem para visualizála maior)

Piores longos da noite, fato. Principalmente o da Jessica Szohr, achei que ela tivesse aprendido algo sobre moda nas gravações de Gossip Girl. hehe

 (Clique na imagem para visualizála maior)
Ficou difícil decidir quem teve o melhor penteado ):
 (Clique na imagem para visualizála maior)
O pretinho básico também marcou presença.
Ne-yo estava passando pelo bairro e decidiu dar uma conferida no VMA 2012. Kd o estilo de sempre, amigo?
Tyga tambem teve um probleminha na hora de escolher seu look. Red is the new black?
Já o Chris Brown além de ganhar dois prêmios, ele recebeu vários comentários positivos sobre o seu look. 
Mac Miller, te amo, mas você já teve mais estilo.
Classy.
As boy bands preferidas do momento. Lindos <3

São fofos, vamos admitir?!

Fotos- Billboard e diversos.

Eai, o que acharam? Quem usou o melhor look da noite?
Meu voto vai para a Miley, que apesar de radicalizar no penteado e se fazer de revoltadinha as vezes, mostrou que ainda tem muito estilo.

Beijos, Gaby