Para ler: Depois dos quinze

Oi gurias! Quanto tempo né?!

Fui viajar e fiquei mais de 1 mês fora, com o tempo que eu tinha livre reservei para fazer algo
que TODOS devíamos fazer nas férias: Ler.

Temos que aproveitar que é nas férias de verão que estamos com a cabeça livre, sem
preocupações que nos ocupam durante o ano e se tivermos outras preocupações, expandimos
elas para longe enquanto desfrutamos de um bom livro.

O livro que irei falar é o “Depois dos Quinze”, da blogueira Bruna Vieira. (Creio eu que não
preciso de muitas apresentações para ela né?! Hahaha)

“Depois dos Quinze” é a estréia literária da Bruna, e eu confesso que particularmente nunca
quis comprar-lo, mas comprei (Aquele velho ditado de nunca diga nunca rs).

Adoro o trabalho da Bruna Vieira, as crônicas e sutileza que ela retratava assuntos que já se
passou na cabeça e no coração de nós, adolescentes.

Este livre é composto por crônicas e contos escritos pela Bruna, algumas que já foram
postadas em seu blog, outras não.

Por que recomendo este livros à vocês? Simples! É impossível você ler e não se identificar,
pois em algum momento da sua vida, tu já tenhas passado por o que consta nas crônicas/
contos. Antes de ler fiquei pensando “ah deve ser textos para guriazinhas bobinhas que se
apaixonou e se decepcionou por um cara babaca” mas convenhamos, quem nunca foi/se
sentiu uma menina bobinha e já pensou que amou, ou realmente amava (porquê não?) um
cara completamente babaca?

A cada texto lido tem reações diferentes sobre você: Risadas, por hoje conseguir lembrar
de acontecimentos sem qualquer problema, ou para algumas, mágoa, por até hoje aquilo
te machucar… E uma crônica em especial que me fez ficar tão bem comigo mesma (não me
recordo o nome e emprestei o livro para uma amiga) mas é uma que diz a respeito do “E se…”
das expectativas, dos planos que traçamos antes mesmo de acontecer. Pode parecer clichê,
mas sendo ou não, finalmente percebi que passei da fase de me auto-iludir , de gerar grandes
expectativas e me culpar se tal coisa não saiu como em algum momento eu desejava.

“Depois dos Quinze” te faz perceber o quão você consegue amadurecer com cada situação
que já vivemos e que temos muito a viver. Que com pequenas atitudes, vindo de nós mesma
podemos antes de tudo, NOS fazer feliz, para assim fazer pessoas ao nosso redor sentir
tamanha felicidade.

É uma leitura gostosa, a quem diz que é um livro para meninas de 12 anos, bom, eu discordo:
É para qualquer idade, se for mais nova, irá se deparar com situações que ainda viverás, quem
sabe, e se for mais velha, seja uma jovem formada ou até mesmo uma adulta, irá ler e sorrir,
ao relembrar que tudo o que passou hoje tu consegues tornar-las lembranças que não te
machucam, lembranças que te trouxeram aprendizado.

ps¹ : No final do livro há uma playlist aconselhando lermos o livro ouvindo ambas as músicas.

ps²: Eu tive a oportunidade de conhecer a autora no evento Anime XTreme que teve em Porto
Alegre, infelizmente a foto foi um fotógrafo próprio de lá que tirou a foto e eu não consegui
localizar.

Era isto gurias, esperam que vocês tenham gostado da dica e estava com saudades de
compartilhar minhas leituras com vocês ahaha ♥

Beijos, Fêe x

Para ler: Nunca desista de seus sonhos

Hoje a minha sugestão para ler é de um autor que eu
já comentei aqui, o Augusto Cury, um dos meus autores preferidos.
“Nunca Desista dos Seus Sonhos”. Eis um livro que
recomendo demais para ler neste comecinho de férias. É uma leitura tão simples,
relaxante, e emocionante.
Neste livro, Cury analisa a trajetória de grandes
sonhadores, como Abraham Lincoln, Jesus 
Cristo e Martin Luther King. Ele analisa e utiliza-os como metáforas
para tirarmos grandes lições de vida.
“Os Sonhos
são como uma bússola, indicado os caminhos que seguiremos e as metas que
queremos alcançar. São eles que nos impulsionam, nos fortalecem e nos permitem
crescer.”
No final do livro há
alguns textos especiais sobre sonhos a determinados grupos ou situações, onde nos tocam profundamente.
 Eu realmente não irei contar algo  a mais  do livro
pois será algo que tirará a “graça e encanto” dele.
Este livro é um dos principais Best-Seller
de Augusto Cury e ele se encontra há tempos nas prateleiras de grandes e
pequenas livrarias, e o melhor, por um preço super acessível.
Eu particularmente, nunca tive algum
preconceito ou pré-conceito em relação aos livros de autoajuda, mas por
incrível que pareça, há pessoas que tem, acham que é para problemáticos, que
estão com problemas mal resolvidos e afins. Mas todos nós somos compostos de
problemas, uns de maiores proporções, outros, menores. Independente da
circunstância livros como “Nunca Desista dos seus Sonhos” e outras obras de
Cury nos dá aquela motivação para enfrentar a realidade,  nos abre os olhos em relação a
situações tão simples, mas que nós complicamos e nos faz reencontrar a
verdadeiro essência que a vida nos proporciona.
Era isso, espero que vocês leiam hein.
Beijos, Fêe x

Para ler: O Clube do Filme

Oi
oi. Lembram que eu havia escrito um post sobre a comparação entre livros e
filmes?!

Então,
hoje venho falar de um livro o qual a história é sobre vínculos familiares e
verídica, e  tem a constante presença de
filmes. Sim, filmes.
“O
Clube do Filme”, um livro de uma história real e cativante de David
Gilmour,  onde o mesmo, é um critico de
cinema, faz a gente conhecer a história entre ele e seu filho Jesse, de 15
anos, que tinha muita reprovações na escola em todas as disciplinas, vivia em
uma rebeldia de um adolescente perdido e sem rumo.
Nestas
circunstâncias, David decide propor a ele um combinado radical: O filho poderia
sair da escola e não precisaria trabalhar desde que toda semana assistisse com
o pai três filmes escolhidos por ele. Assim, sua educação e aprendizado seriam
baseados nessa combinação, que se tornou o Clube do Filme.

É
algo bem intrigante, que divide opiniões negativas e positivas sobre esse
radicalismo que David propôs. A história nos leva a entender o que se passa na
cabeça de um pai, separado, tentando entender e cuidando de um filho
adolescente, mergulhado numa fase complicada e também conhecemos as angustias e
sentimentos de Jesse, em relação a essa ligação paternal que ele terá de lidar
juntamente com os filmes escolhidos pelo pai.
O
cinema é uma peça fundamental na história de Jesse e uma parte da vida de seu
pai, assim, funcionando como um elo entre duas realidades diferentes.

É
um livro para a todos que gostam de cinema, ou de uma leitura leve, sensível e
engraçada.
Não
é um livro nem um pouco cansativo, até pelo fato de acompanharmos momentos
frustrantes e realizações de Jesse, como paixões, relacionamentos e seus
“shows” realizados com sua banda, tornando assim, a história mais “despojada” e
não maçante.

É um relato sincero sobre como
é difícil crescer, como é difícil ver alguém crescer, e como no meio da raiva e
da desordem de uma família não há nada tão bem-vindo quanto um filme. –
 The New York Time”

Era isso, com as férias se
aproximando, fica uma dica de um ótimo livro para vocês. E aproveitando esta
bela combinação entre cinema e literatura, há um page criada a pouco do site
“Dicas de  Filme” (
http://www.facebook.com/dicadfilme).
Para quem curte ler resenhas e criticas ahaha.
Beijos, Fêe x

Para ler: Especial Nicholas Sparks

 Acredito que todo mundo que goste ou
não de livros já tenha ouvido falar sobre o Nicholas Sparks uma vez na vida.Ele é um autor mundialmente conhecido
por escrever tantos best sellers.Nicholas Sparks
Charles nasceu em Omaha, no estado do Nebraska, EUA, em 31 de dezembro de 1965.Em 1990, ele colaborou
em um livro com Billy Mills, o medalhista de ouro olímpico, e foi publicado
pela Feather Publishing antes de sê-lo pela Random House. (Posteriormente,
foi re-publicado pela Hay House Books.) Apesar de ter recebido pouca
publicidade, as vendas chegaram a 50.000 cópias no primeiro ano de lançamento.Após seis anos, em
1996, Sparks lança um grande sucesso: Diário de uma Paixão. Desde então, com um
espaço dentre um e dois anos, foram lançados:  Palavras que nunca te direi,  Um momento inesquecível, O Resgate, Uma Curva na Estrada, Noites de Tormenta, O Casamento,  O Milagre, A
Escolha,   Querido John
  Um Homem
de Sorte
,  A última
música
,  Um porto
seguro
e recentemente, em 2011,   O melhor
de mim
.

A maioria das obras de Nicholas são
adaptados para o cinema, onde também, se tornam muito famosos e aclamados por
muitos. Detalhe que, Palavras
que nunca te direi foi para o cinema com o nome “Uma Carta de Amor”.

E Um Momento
Inesquecível  foi para o cinema com o nome “
Um amor para recordar Há alguns, que assim como eu, cansam de
ler os livros dele pois após ler algumas obras, se torna maçante devido ao fato dos roteiros terem muitas
semelhanças, mudando apenas os personagens.  Tornando assim, histórias “enjoativas.”(Esta é a minha opinião, não
desmerecendo este grande escritor.) Eu particularmente tenho meu livro
preferido dele, que seria a Ultima Música.Cada vez mais 

Nicholas Sparks vem
conquistando fãs pelo mundo com suas histórias de romances.Um ponto interessante é que todos seus
romances se passam em Carolina do Norte, local
onde o próprio autor vive e está familiarizado, sendo assim, quer fazer os
leitores tenham essa sensação de familiaridade
Segue abaixo, a
sinopse do meu livro preferido e de muitos também e de um grande best seller do
autor. 


– A Ultima MúsicaAos dezessete anos, Ronnie, vê sua vida
virar de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciam e seu pai decide ir
para a praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela
continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua
mãe decide que seria melhor os filhos passarem as férias de verão com o pai na Carolina do Norte. O pai de Ronnie,
ex-pianista, vive tranquilamente na cidade costeira, absorto na criação de uma
obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada,
Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação do pai e ameaça voltar
para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto
mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda, começa a apaixonar-se
profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe
proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida.



 – Querido JohnQuando
Savannah Lynn Curtis entra em sua vida, John Tyree sabe que esta pronto para
começar de novo. Ele, um jovem rebelde, se alista no exército logo após
terminar a escola, sem saber o que faria de sua vida. Então, durante sua
licença, ele conhece Savannah, a garota de seus sonhos. A atração mútua cresce
rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah
jure esperá-lo concluir seus deveres militares. Mas ninguém pôde prever que os
atentados de 11 de Setembro pudessem mudar o mundo todo. E como muitos homens e
mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu amor por Savannah e seu
país. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, John descobre
como o amor pode transformar as pessoas de uma forma que jamais poderia
imaginar. Ufa, post meio longo,
mas é impossível falar sobre Nicholas Sparks usando tão poucas palavras hahah.E vocês gurias, já leram algum livro dele? Qual vocês mais
gostam?
  

Beijos Fêe x 

Livros x Filmes

Hoje
o post será diferente do que estou acostumada a postar.
Diversas
vezes eu entrava numa discussão com meu irmão onde eu insistia em dizer “tal
livro é melhor que tal filme” e ele rebatia “não, o filme é melhor que o livro”
e ficávamos nisso… Até que, meu irmão pegou gosto pela literatura e eu
aprendi a apreciar ótimos filmes com ele e agora, entendemos que não tem como
comparar as duas coisas.
Irei
listar três livros que originaram filmes, onde, ambos são excelentes. Em breve
postarei mais três hihu.
Os Descendentes:

É  um romance
estreia de Kaui Hart Hemmings, é um livro surpreendente, revitalizante,
irônico e cômico.
O filme é dirigido por Alexander Payne, com George Clooney no
elenco.
“Matt King
(George Clooney) é um marido indiferente e pai de duas meninas, que é forçado a
reexaminar seu passado e abraçar seu futuro depois que sua esposa sofre um
acidente de barco em Waikiki. O trágico acontecimento acaba por aproximar Matt
das filhas, o que o ajuda na difícil decisão de vender um terreno herdado da
família.
Ponte para Terabítia:

Um  livro de Katherine Paterson, foi publicado em 1977. A autora o
escreveu como forma de consolar seu filho mais novo, David, devido à morte
trágica de uma grande amiga. Para ler, precisamos deixar  nossa imaginação fluir com esta
envolvente história.
O filme foi dirigido
Gabor Csupo e conta com Josh Hutcherson como protagonista.
Em ponte para Terabítia
conhecemos a história de dois melhores amigos, ele um menino de  classe média baixa com cinco irmãs que sonha
em ser corredor, ela filha única de um casal de escritores liberais e que corre
mais rápido do que ele. São vizinhos. Juntos, constroem uma casa no meio do
bosque (Terabítia) e imaginam estórias que têm relação com o mundo (muitas
vezes difícil) da vida real. Essas estórias vão ajudá-los a superar tristezas e
dificuldades do dia-a-dia, além de contribuir para o processo de
amadurecimento dos dois.
Precisamos Falar Sobre
Kevin:

Um livro de Lionel Shriver que se tornou um Best seller e sem
dúvidas é um dos meus livros preferidos. 
É impressionante a forma que a autora transcreve a história, é
angustiante do inicio ao fim. É escrito de uma forma tão reflexiva, detalhista
de uma forma que você passa a sentir os sentimentos descritos.
 A história nos levanta
algumas questões,como, é possível não amar um
filho? será que o caráter de uma pessoa é estabelecido desde o nascimento ou é
modificado ao longo da vida?
O filme foi lançado este ano e é dirigido por  Lynne Ramsay e conta com  Ezra Miller como um dos protagonistas.
Eva é mãe de Kevin, um adolescente que cometeu
assassinato em massa em sua escola. Sem conseguir entender as ações do filho,
ela tenta lidar com sua dor e o sentimento de culpa, por se sentir responsável
pelo fato.
Então… se você em algum momento já teve este
pensamento de o livro é melhor que o filme e vice versa devemos compreender que
independente se for livro ou filme, ambos são artes dignas de serem apreciadas
e não comparadas.
E vocês gurias, já  leram ou viram algum dos livros/filmes citados a cima?
Bom era isso e até breve.
Beijos, Fêe 

Para ler: A Mediadora

Nunca fui muito fã de séries de livros mas quando li o primeiro
livro da série A Mediadora foi amor a primeira vista.
A história é sobre Suzannah, uma
adolescente aparentemente comum 
porém ela possui um diferencial: É uma mediadora. Este dom capacita ela
de ver e falar com fantasmas com o objetivos de ajudá-los a descansar em paz
após morrerem.
Com este “poder” Suzannah enfrenta os variados
problemas que uma adolescente enfrenta, ainda mais por ela ter se mudado de
Nova Iorque à Califórnia. Esta mudança trouxe coisas boas: novos amigos, muitas
festas e dois caras bonitos,atraentes e com personalidades fortes e diferentes.
Um deles é um fantasma. E o outro pode matá-la.
O fantasma bonitão assombra a nova casa onde ela
vive com sua família e o outro é um cara popular da escola que por trás de
tamanha popularidade há um mistério.
Um livro que contém
humor,ironia,romance,suspense,ação e escrito pela autora do clássico livro O Diário da Princesa, Meg Cabot consegue
escrever uma excelente ficção dividida em seis volumes.
São livros pequenos,
com uma linguagem simples e que quando você começa a ler não para mais até
descobrir todos os mistérios que assombra a vida de Suzannah.
              
Beijos Fêe.